Oficial: UEFA permite às seleções três ‘reforços’ para o Euro

O Comité Executivo da UEFA anunciou, em forma de comunicado emitido através das plataformas oficiais ao final da manhã desta terça-feira, que aprovou “regras especiais” para o Campeonato da Europa, devido à pandemia.

Nesse sentido, “para mitigar os riscos que as equipas enfrentam de falta de jogadores disponíveis para certos jogos devido a possíveis resultados dos testes à Covid-19 e consequentes medidas de quarentena”, cada seleção poderá convocar 26 jogadores, ao invés dos habituais 23.

O organismo que rege o futebol europeu, sublinha, ainda assim, que “o número máximo de jogadores na ficha de jogo para cada jogo individual continua a ser de 23 (…) incluindo três guarda-redes”. No entanto, as alterações não se ficam por aqui.

“Quando as listas de jogadores forem apresentadas, até 1 de junho de 2021, os atuais regulamentos permitem substituições ilimitadas à dita lista em caso de lesão grave ou doença antes do primeiro jogo, desde que os substitutos estejam clinicamente certificados”, pode ler-se.

“Os jogadores que testarem positivo à Covid-19 ou que sejam declarados como ‘contactos próximos’ de uma pessoa com teste positivo à Covid-19 – e, consequentemente, colocados em isolamento – por via de uma decisão das autoridades, são considerados casos de doença grave, pelo que podem ser substituídos antes de cada jogo com a aprovação da administração da UEFA”, conclui.

Leia Também: Oficial: Final da Liga Europa terá adeptos no estádio

Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

On Trend

Most Popular Stories